Higiene bucal do bebê

Higiene bucal do bebê, quando é momento certo de começar  ? Várias mamães da Arca nos encaminharam estas dúvidas e para esclarecer nossas dúvidas e nos orientar sobre o momento certo e a importância da higiene bucal do bebê, convidamos a Dra Erica Gomez para nos instruir melhor, seja bem vinda Dra a nossa Arca Baby , agora é contigo 😉

Olá mamães da Arca é um prazer participar deste tema com vocês, pois a saúde bucal dos filhotes é de suma importância.

Higiene bucal mesmo sem os dentinhos

Higiene bucal do bebê
Higiene bucal do bebê

Desde recém nascido, todo bebê recebe os procedimentos higiênicos diários básicos.
Damos banho, limpamos mão, nariz, ouvido. Limpamos até mesmo o pézinho, que ainda demorará a ser utilizado e está sempre bem limpo.Então porque exitamos em fazer a higiene bucal? Sendo que a boca é um dos orgãos mais utilizados nessa fase . E é através dela que o bebê conhece o mundo. Por isso, a higiene bucal do recém-nascido é tão importante quanto os cuidados que se tem com todas as partes restantes do corpo.

Deve ser lembrado que o tato do recém nascido é principalmente bucal, e é por esse motivo que levam tudo à boca.
Sentem enorme prazer em utilizá-la, especialmente quando se alimentam, durante a amamentação.
Além das indiscutíveis propriedades físicas, nutricionais e psicológicas do leite materno, a amamentação é importante para a saúde bucal do bebê. Mamando no peito, o bebê respira pelo nariz e é obrigado a morder, e movimentar a mandíbula. Isso propicia o correto desenvolvimento muscular e esquelético da face.
Muitas mães pensam que a higiene bucal do bebê precisa ser feita só depois que nascem os primeiros dentes, mas não.
Uma das principais doenças bucais frequente nos bebês, a candidíase, popularmente conhecida como “sapinho”( placas brancas na língua, gengiva e bochechas) deve-se a falta de atenção com a higiene bucal do bebê.
A boca é a porta de entrada para muitas bactérias. Elas podem invadir e se instalar internamente os orgãos, causando diferentes tipos de infecções e enfermidades.
Portanto, a boca é um lugar que se deve estar sempre limpo, removendo os resíduos alimentares, mesmo que ainda não se tenha dentes. Evitando-se assim, alguns desconfortos para o recém nascido e proporcionando saúde e qualidade de vida ao mesmo.
Assim, os cuidados com a higiene bucal do bebê devem começar a partir do seu nascimento, Ok meninas?

Como devemos fazer a higiene bucal do bebê ?

Higiene Bucal do bebê
Higiene Bucal do bebê

No recém-nascido, a limpeza deve ser feita com uma gaze umedecida em água ou soro fisiológico para que os excessos do leite sejam retirados da gengiva.
A partir do 6 meses, quando surgem os primeiros dentinhos, o uso de uma dedeira é ideal para se fazer a higiene.
A partir de 1 ano, com o nascimento dos primeiros molares (dentes do fundo), a limpeza pode ser feita com uma escova de dentes com cerdas macias, mas ainda sem adição de creme dental, ou com creme dental sem flúor, específico para crianças.
O creme dental com flúor  só deverá ser utilizado a partir dos 2 ou 3 anos, quando a criança já conseguir cuspir todo o excesso do produto.

Boca de bebê não pode ser beijada

Higiene bucal do bebê: img http://blog.clickgratis.com.br/
Higiene bucal do bebê: img http://blog.clickgratis.com.br/

Sabemos que é muito amor envolvido, mas não se pode fazer isso pelo seguinte motivo:

A cárie é uma doença infecto-contagiosa (passa de pessoa para pessoa), sendo o Streptococcus mutans, a principal bactéria causadora da cárie. Por ser trasmissível, pode passar da mãe para o filho pelo contato direto. Por isso, não se deve beijar a boca do bebê, soprar sua comida,  nem experimentá-la com o talher dele, pois é possível transmitir a ele essas bactérias.
As mães geralmente são as primeiras a infectar suas crianças com bactérias que causam a cárie. Algumas pesquisas indicam que níveis elevados dessa bactéria (Streptococcus mutans) nas mães aumentam em até 11 vezes a chance de os filhos desenvolverem cáries dentárias.

Mãos na massa para higiene bucal do bebê, vamos lá ?

Higiene bucal do bebê: img:tulipababy.wordpress.com
Higiene bucal do bebê: img:tulipababy.wordpress.com

No recém-nascido, basta envolver o dedo em gaze embebida em água filtrada ou soro fisiológico, e com leveza limpar as gengivas e toda a parte interna da boca, com a finalidade de diminuir a ação e o número de microrganismos.
Nessa fase inicial, de introdução da higiene bucal do bebê , pode-se também incorporar um componente motivador com gosto agradável na gaze, usando um preparado natural, muito eficaz e atrativo para os bebês: a infusão de camomila (sempre fria e sem adição de açúcar), tem um gosto agradável, leve ação anti-séptica e refrescante, aumentando o bem estar no ato de higiene
Quando do surgimento dos primeiros dentes de leite, deve-se realizar a higiene bucal do bebê sempre após as refeições, como em qualquer adulto. Sendo a última escovação sempre a mais importante, pois mesmo sem açúcar na mamadeira, se a criança já possui dentinhos, mamar antes de dormir e pular a higienização noturna pode, sim, causar cárie. Isso porque, durante o sono, a quantidade de saliva diminui, o que faz com que restos de leite aumentem a presença de bactérias. Isso ocorre, inclusive, com o leite materno, pois ele contém um açúcar chamado lactose.

Higiene bucal do bebê : img comprasbaby.com.br
Higiene bucal do bebê : img comprasbaby.com.br

O ideal é, após a alimentação, escovar os dentinhos com pasta de dentes própria para cada idade.
O passo a passo da escovação é fácil: Movimento circular na parte de fora e de dentro dos dentes e na gengiva. Na parte da frente, são indicados movimentos de vai e vem e também de cima para baixo e de baixo para cima.
Lembrando que é importante escovar a língua da criança, e, se os dentes dela forem juntinhos, é importante passar fio dental.
Quando a criança se queixa de dor de dente, é porque a situação já está grave. Por isso, é importante observar diariamente os dentinhos.
O primeiro sinal da cárie é o aparecimento de manchinhas esbranquiçadas ou pontos escuros, indolores. O mau hálito também pode ser um sintoma.
Lembrando que cárie, mesmo que em dente de leite, tem tratamento, e por isso a criança deve visitar um dentista regularmente, geralmente a cada 6 meses, para que a doença não se instale ou progida drasticamente.

Bom mamães é isso esperamos que tenham gostado do post e se tiverem mais dúvidas nos escrevam será um prazer responde-las.

Forte abraço da Dra Erica Gomez e da Equipe Arca Baby

 

Comentários no Facebook