Doença-mão-pé-boca- Descubra o que é e principais sintomas

Doença-mão-pé-boca (HFMD)

De acordo com o portal da Tua Saúde , a doença-mão-pé-boca ou síndrome mão-pé-boca, trata-se de uma doença extremamente contagiosa.

Ela ocorre geralmente em crianças com menos de 5 anos, mas existem alguns contágios também em adultos.Causada pelo vírus do grupo coxsackie,  que habitam normalmente no sistema digestivo.

Pode ser transmitida de pessoa para pessoa ou através de alimentos e objetos contaminados, também podem provocar estomatites (espécie de afta que afeta a mucosa da boca).

Fique de olhos abertos aos sinais

doença-mão-pé-boca
doença-mão-pé-boca foto reprodução bebemamae.com

De acordo com o portal do Dr Drauzio Varella, são sintomas característicos desta doença:

  • Nos dias que antecedem as lesões pode surgir febre alta superior a 38°C;
  • Falta de apetite;
  • Dor de garganta, amídalas e faringe de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas no centro que podem evoluir para ulcerações muito dolorosas;
  • erupção de pequenas bolhas em geral nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mas que pode ocorrer também nas nádegas e na região genital.

Os sintomas geralmente da doença-mão-pé-boca só surgem após 3 a 7 dias da infecção pelo vírus. Na maioria dos casos, os sintomas são leves e podem ser confundidos com os do resfriado comum.

Achei bem interessante também a explicação da Pediatra Karina Azevedo, na entrevista dada a Rede Super, ela fala sobre as causas, sintomas e métodos terapêuticos da síndrome mão-pé-boca.

Veja o depoimento desta mãe para o portal da SES – Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

Lorena Cruz,  mãe da Maria Flor de 1 ano e 3 meses, se surpreendeu com o diagnóstico que sua filha recebeu. Ela percebeu que havia manchas avermelhadas na pele de sua bebê. Como as manchas estavam concentradas na região da fralda, ela pensou que se tratava de assaduras, problema comum em alguns bebês.

Como havia bolhas nos locais avermelhados, achei melhor levá-la a um serviço de urgência. O médico também achou que fosse assadura e por isso não medicou. Fui para casa, mas após três dias aumentaram as manchas pelo corpo. Voltei à urgência. E esse segundo médico diagnosticou como alergia alimentar. Ela foi medicada, mas a medicação não trouxe melhora. Então, fomos na pediatra que a acompanha desde o início e a médica falou que era a síndrome mão-pé-boca”, conta.

Como evitar a doença-mão-pé-boca?

Alguns cuidados básicos são sempre importes e previnem muitas doenças:

  • Ensine seu filho a lavar as mãos com frequência;
  • Evite compartilhar copos, utensílios, toalhas e outros objetos com pessoas infectadas;
  • Limpe com certa frequência as superfícies que seu bebê mais toca.

Qual o tratamento para a  síndrome mão-pé-boca?

Ainda não existe vacina contra a doença mão-pé-boca. Em geral, como ocorre com outras infecções por vírus, ela regride espontaneamente depois de alguns dias. Por isso, na maior parte dos casos, o tratamento é sintomático com antitérmicos e anti-inflamatórios. Os medicamentos antivirais ficam reservados para os casos mais graves.

O ideal é que o paciente permaneça em repouso, tome bastante líquido e alimente-se bem, apesar da dor de garganta. ( Portal Dr.Drausio Varella)

Este post eu fiz a titulo de informação, pois muitas mamães me escreveram. Mas é importante sempre frisar que todas as dúvidas relacionadas a saúde do filhote, sempre será importante contatar o seu pediatra.

As vezes achamos que é uma coisinha simples, mas pode ser grave.

Um beijo!

Leia também: Antibiótico estraga os dentes de leite do bebê? Verdade ou Mito 

 

Valéria Queiroz

Valéria Queiroz

Mamãe de um menino fofo (Biel), publicitária, diretora comercial da Nairuz, bem humorada, acredita que a família é a base de tudo.Foi fisgada por este universo de amor sem medidas, quando ficou gravidinha, desde então mergulhou na maternidade e ama estar conectada com todos que não conseguem manter os pensamentos longe deste assunto. “O universo mamãe é algo incrível”.

Comentários no Facebook