Eu sou a melhor mãe que eu posso ser

Vida de mãe – Eu sou a melhor mãe que eu posso ser

E quem nunca pensou assim “Eu sou a melhor mãe que eu posso ser “… É, eu não sou perfeita e quer saber?! Nunca serei! Eu erro, como todo mundo. Eu choro, sorrio, grito, brigo, me emociono, porque sou humana. Não sou uma mãe perfeita, mas eu sou a melhor mãe que eu posso ser.

Quando ficamos grávidas recebemos uma  “caixa  enorme de informações” e quando o nosso bebê chega, várias pessoas por nos amar tanto, tenta intervir na educação dos nossos filhotes ditando tudo que devemos fazer e isso acaba nos atrapalhando, os conselhos são excelentes mas a decisão precisa partir de nós, senão ficamos perdidas, não é mesmo?

Eu sou a melhor mãe que eu posso ser

Eu sou a melhor mãe que eu posso ser

Nós durante o período de gestação criamos um plano perfeito a ser seguido, com a intenção de fazer dar certo.

Isso não é errado, organização é tudo! Porém nem sempre as coisas saem exatamente como planejamos.

E existem algumas frases que fazem parte do nosso pensamento perfeito de “Ser Mãe”, como as que listei abaixo:

  • Meu bebê nunca vai dormir na minha cama;
  • Nunca vou colocar o berço do meu bebê no meu quarto;
  • NUNCA vou dar papinha industrializada para meu bebê;
  • Não vou dar chupeta para meu bebê.

E muitas outras! Quando estamos de fato vivendo a vida de mãe, olhamos e damos risada de nós mesmas! rs Pois é, como dizem por aí “pagamos a língua”… Não que não fossem coisas importantes, mas que aconteceram conforme a nossa necessidade de ser mãe.

Vida de mãe

Acredito que a maternidade nos faz reduzir todas as aquelas “Regras da Mãe Perfeita” para aquilo que consideramos realmente essencial, desta forma automaticamente trocamos nossa lista de “nunca” por uma lista de coisas que sabemos que realmente temos condições de cumprir.

Achei super interessante o que a Luiza Thiré diz ao canal GNT, sobre equilíbrio e escolha. Compartilho com ela do sentimento, que nós somos muito mais o que fazemos, do que falamos.

Eu sou a melhor mãe que eu posso ser

Eu sou a melhor mãe que eu posso ser

Aos invés do “Nunca” acredito que é mais fácil criar uma listinha do “Sempre”, o que listei abaixo são apenas exemplos, mas cada mãe pode ter a sua com os itens que considera importante praticar “Sempre”.

  • Sempre vou dar um abraço bem apertado e um beijo de bom dia em meus filhos;
  • Sempre vou dizer que os amo;
  • Sempre vou dançar com eles;
  • Sempre vou tentar fazer com que eles deem risadas;
  • Sempre vou perdoá-los;
  • Sempre vou mostrar a meus filhos a importância de ajudar outras pessoas;
  • Sempre vou me esforçar para olhar nos olhos deles;
  • Sempre vou amá-los, não importa o que aconteça;
  • Sempre vou corrigi-los quando necessário;
  • Sempre vou ensiná-los que nem sempre terão tudo que querem;
  • Sempre vou ensina-los que os dissabores da vida nos fazem crescer.

Não existe maternidade perfeita

Eu sou a melhor mãe que eu posso ser

Quando me refiro ao termo “não existe maternidade perfeita“, não estou dizendo que é um incomodo ser mãe. Estou afirmando que a realidade é bem diferente das novelas!

Estamos falando de vida real, onde cada dia é um aprendizado, enfrentamos dissabores, superamos! E isso não muda o real sentimento que: Ser mãe é gratificante, é sublime! É de fato um presente de Deus!

Você que ama ser mãe e está na fase educar, vale muito a pena ler este artigo aqui também : crianças mimadas.

Um beijo

Comentários no Facebook