Desfralde e seus dilemas! Conheça a história do Cocô amigo

Missão desfralde

Desfralde, esta palavra aterroriza muitas mamães, já falamos sobre este assunto aqui no blog. Inclusive compartilhamos uma experiência da mamãe Cibele Queiroz, sobre a aventura do desfralde do seu filho TF.

Com o meu Biel, usei a técnica do desapego do cocô, de forma cômica dizíamos tchau “cocô fedido”, vai ser feliz! E deu certo, até hoje ele faz isso ao dar a descarga! Confesso que tive muito receio desta etapa, pois a primeira semana foi bem complicada para nós, mas deu tudo certo! Ele se adaptou rapidinho. Não tivemos muitas dificuldades.

Toda mãe tem a criatividade aflorada

O que aprendi nesta vida é que toda mãe tem sua criatividade aflorada, nós fazemos malabares e malabares para conseguirmos algumas coisas. heheh

Contamos histórias para o momento do papá, para o momento do xixi, do cocô e por aí vai. E nesta vida de papo entre mães eu tive a oportunidade de conhecer o trabalho de uma mamãe, cheia de dons. Ela retratou muito bem o nosso dilema do desfralde.

Estou falando da mamãe Mauren Verás,  ela é Cartunista, mãe do Elvis e da Ramona e mantém desde 2006 o blog Tiras da Mau.

“O cocô amigo”, de Mauren Veras

A Mauren de forma lúdica criou uma abordagem simplificada do nosso dilema desfralde para naturalizar a conversa com os nossos filhotes.

Achei super bacana, porque de fato os nosso filhotes tem uma “relação” com o cocô e isso é comprovado. Já passei desta fase, mas acredito que através de um personagem simpático e convidativo,  as coisas fluirão melhor.

O cenário lúdico criado, estimulará a criança a repensar seus traumas de ir ao banheiro. E também servirá com uma “ferramenta” para abertura de diálogo. Este é um momento que exige a estabilidade emocional dos pais, bem como sensibilidade com a fase emocional que a criança enfrenta.

Tive um breve bate papo com a Mauren para entender como surgiu esta ideia:

Como tudo começou?

Meu filho está com 3 anos e 4 meses. No ano passado, as professoras da escolinha tiveram a iniciativa de começar o desfralde. Eu não estava pensando em fazer isso na época porque a irmã dele estava para nascer em setembro e eu sabia que podia degringolar. Mas também não quis atrapalhar o trabalho das professoras e dei continuidade em casa. Foi cansativo, porque eu tava com um barrigão de 8, 9 meses de gestação, mas o desfralde do xixi deu certo no fim das contas. Mas o cocô era um problema, nem com banda de música ele fazia no vaso.

Como foi quando a irmã dele nasceu?

A irmã dele nasceu e eu não quis forçar a barra, porque ele já estava regredindo em outras áreas, como chupar mais bico, que ele só usava pra dormir e passou a ficar o dia inteiro. Daí esse ano eu e o pai dele começamos a fazer de tudo pra ele fazer cocô no vaso, conversávamos muito, até barganha, que é uma coisa que eu não gosto de fazer, nós fizemos. Daí me lembrei de ter lido que havia livros que ajudavam as crianças a superar etapas do desenvolvimento, inclusive o desfralde.

Em quem foi inspirada a narrativa em forma de fábula ?

Como eu já trabalho com desenho, resolvi escrever e desenhar um livro pra ele e com um personagem que fosse parecido com ele. O livro não deu muito resultado e me dei conta que ele ainda não está pronto para fazer cocô no vaso e que eu preciso ficar atenta às iniciativas dele mesmo para, sozinho, ir ao vaso. Sempre estimulando, claro. Com ele não funcionou, mas com muitas outras crianças, sim. Recebi muitas mensagens de mães agradecendo pois conseguiram desfraldar os filhos e o livro ajudou muito! Fiquei feliz demais com esse retorno!

Confira a série Cocô Amigo na íntegra:

desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde

 

desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde
desfralde

A realidade é que livrinhos infantil pode ser uma ótima ideia para falar com os nossos pequenos sobre temas considerados difíceis.  E o desfralde é um deles.

E para encerrar, você também pode ajudar o seu filhote através de videos animados, os famosos desenhos musicais.

Espero ter ajudado, breve vou compartilhar a narrativa da Mauren na versão menina!

Um beijo

Valéria Queiroz

Valéria Queiroz

Mamãe de um menino fofo (Biel), publicitária, diretora comercial da Nairuz, bem humorada, acredita que a família é a base de tudo.Foi fisgada por este universo de amor sem medidas, quando ficou gravidinha, desde então mergulhou na maternidade e ama estar conectada com todos que não conseguem manter os pensamentos longe deste assunto. “O universo mamãe é algo incrível”.

Comentários no Facebook