empedramento do leite

Leite empedrado: Veja algumas dicas para superar esta fase!

Leite empedrado – Um sofrimento que enfrentamos

O leite empedrado é uma das maiores dificuldades que estamos sujeitas no inicio da amamentação, e eu passei por isso! Mas posso lhe acalmar com a informação que é um “problema” temporário e resolvível.

O empedramento do leite

Quando acontece o empedramento do leite as mamas ficam duras e doloridas, irritando tanto a mãe como o bebê.

Apesar de ser uma situação temporária,  se não resolvida pode levar ao desmame ou mastite.

E para nos ajudar nestes esclarecimentos tive um bate papo com a auxiliar de enfermagem (Maria Aparecida de Almeida – Unicamp) para falar um pouco mais sobre o empedramento do leite e compartilhar dicas que auxiliam na superação desta fase.

O que é o empedramento do Leite?

Leite empedrado
Leite empedrado

O leite empedrado chama-se na verdade ingurgitamento e muita gente confunde a mastite com o ingurgitamento mamário.

O ingurgitamento é um processo natural caracterizado pelo endurecimento das mamas. É o famoso empedramento (leite solidificado).

Já a mastite ocorre quando as placas de leite não são desfeitas e muito menos ordenhadas. Desse modo, as áreas afetadas pelo problema ficam vermelhas e doloridas. A  mamãe sente dores musculares semelhantes às provocadas por gripe, febre e náuseas.

Porque ocorre o empedramento do leite materno?

Leite empedrado
Leite empedrado

O empedramento do leite acontece quando as mamães produzem mais leite do que o bebê consegue mamar. Isso é mais comum no início da amamentação, pois o corpo ainda não controla a quantidade certa de leite que deve produzir. Então toda vez que o bebê mama sobra um pouquinho de leite e esses “pouquinhos” vão se acumulando, engrossando e endurecendo. Em seguida, a mulher sente o incômodo, dores e possivelmente febre.

O que devo fazer quando o leite está empedrado?

Leite empedrado
Leite empedrado

Esse leite precisa ser retirado. Pode-se massagear a mama, para liquidificar a “pedra”, depois retirar o leite colocando o bebê para mamar, fazendo ordenha manual. Caso contrário, alguma bactéria pode infectá-lo e causar mastite.

Você vai precisar ter paciência:

Quando o leite está empedrado é comum que o bebê se irrite e chore muito, pois ele encontra dificuldade em pegar o seio e isso só piora a situação da mãezinha, que entra em desespero com a criança com fome e também com a dor que está sentindo. Nesses casos, muitas mulheres desistem de amamentar e começam a alimentar seu filho com leite artificial.

Existem alguns passos que você pode fazer se estiver com o leite empedrado, veja abaixo:

# 1-Em primeiro lugar: amamente a criança!

Amamentar sem restrições e toda vez que a criança pedir vai evitar o problema nas mamas. Evite horários fixos e amamente bastante, inclusive à noite, pois isso ajuda a esvaziar o seio.
É importante fazer massagens para desfazer os nódulos e deixar o leite mais fluído, facilitando a descida.

#2-Massageie os seios:

As massagens são feitas em movimentos circulares. Use a ponta dos dedos, fazendo o movimento no sentido do bico para a base, rodeando o peito, com a pressão suficiente para não machucar. É provável que existam alguns nódulos no seio, neste caso, massagear estes nódulos ajuda a desfazê-los. Como esse processo de massagem é feito com uma mão, use a outra como apoio para o seio. Este processo leva cerca de 5 minutos.

#3-Faça ordenha do leite:

Além da massagem, é importante fazer a ordenha (tirar o leite somente com as mãos e evitar a bombinha) para esvaziar o peito. A bombinha ajuda a aumentar a produção de leite, então não deve ser usada neste caso.
Para retirar o leite do seio, faça um “C” com o dedo polegar e indicador e os posicione na região do contorno da aréola e faça movimentos para que o leite saia (abrir e fechar os dedos em volta da aréola como uma pinça). Este processo deixa a mama mais mole para que o bebê consiga abocanhar a aréola inteira, o que significa uma boa pega.

#4-Evite água quente:

É importante evitar a água quente no momento da massagem, pois isso pode aumentar a produção do líquido, o que piora a situação.

#5-Faça compressas de água fria:

Após amamentar a criança, fazer compressas de água fria com uma toalha ou gaze, ajuda a tirar o inchaço e dor dos seios. As compressas podem ser feitas por até 10 minutos nas mamas.

E se todas estas dicas não resolverem o problema do leite empedrado?

Leite empedrado
Leite empedrado

Se as massagens falharem, os seios estiverem muito avermelhados, e você estiver com muita febre ou não conseguir nem tocar nas mamas por causa do leite empedrado, é necessário que você vá ao serviço de saúde, e nunca faça uso de medicação por conta própria.
A situação de ter o leite empedrado é bem sofrida, mas é temporária e logo o corpo passa a produzir o leite na medida correta para o bebê mamar. Mesmo com o desconforto do início, é fundamental insistir na amamentação que só traz benefícios à saúde do neném!

Importante ressaltar

Tanto a mastite como o leite empedrado, NÃO impede o aleitamento materno, pelo contrário a amamentação do bebê faz parte do tratamento.
Vou listar alguns artigos importantes para você ler de acordo com a sua etapa materna:

Um beijo e até a próxima!

 

Valéria Queiroz

Valéria Queiroz

Mamãe de um menino fofo (Biel), publicitária, diretora comercial da Nairuz, bem humorada, acredita que a família é a base de tudo.Foi fisgada por este universo de amor sem medidas, quando ficou gravidinha, desde então mergulhou na maternidade e ama estar conectada com todos que não conseguem manter os pensamentos longe deste assunto. “O universo mamãe é algo incrível”.

Comentários no Facebook