Maternidade real,tem horas que não dá para romantizar😥

Maternidade real

Houve vários momentos durante o meu primeiro ano de maternidade em que eu pensei “por que ninguém me falou sobre isso”. Então eu enfrentei a maternidade real da forma mais nua e crua…

Hoje não me sinto envergonhada em dizer, mas já pensei o seguinte:

Quem dera se os conselhos sobre o parto fossem passados em um escritório, onde deveriam nos mostrar em uma grande televisão o que vamos enfrentar tim tim por tim tim, de fato a maternidade real…

Aqui é um blog materno, então gosto de compartilhar o que realmente sentimos e enfrentamos. E para falar um pouquinho sobre este assunto, convidei a Larissa Antoniassi, especialista em UTI Neonatal que deve escutar vários desabafos como o meu(risos):).

Maternidade real – O mergulho!

É sempre um prazer participar dos desabafos de vocês, por isso atendo com muito amor os convites da Valéria Queiroz. E sim, realmente participo de vários desabafos sobre a verdadeira maternidade, então pode se achegar, pega um chá e vamos conversar. 😍

A maternidade perfeitinha ❤

O bebê não vem sozinho. Ele vem cercado de idealizações maternas. Uma maternidade perfeita tem invadido nossas redes sociais, nossos sonhos e nossa mente.

Ensaios de gestantes bem produzidas, com fotos das famílias perfeitas, o pai atencioso e o irmão (a) ansioso pela chegada do tão esperado bebê!

Mamães magras e com o bebê pendurado no sling, naquele  look perfeito, que você tanto sonhou e a criança arrancando suspiros por onde passa.

Um verdadeiro sonho…

As lembrancinhas de maternidade estão todas arrumadas, as roupinhas escolhidas a dedo com tanto amor e carinho já estão lavadas, passadas e dentro da linda mala de maternidade.

O plano de parto está montado, foi tudo planejado durante os cursos de gestante. O parto natural, a amamentação em livre demanda na primeira hora de vida. O pai cortando o cordão só quando o mesmo parar de pulsar.

O relógio está correndo…

E aah, as fotos do parto, que momento! E o chá de bebê? Ou devo fazer um chá revelação? As fraldinhas bordadas com o nome, são tantas coisas!

E de repente… Você descobre que na maioria dos dias não se sente a mulher deslumbrante grávida, você se sente feia, inchada, chorosa. Ninguém te entende, seu marido não te dá a atenção que você imaginou receber, e nem parece tão empolgado quanto você, como pode???

Se não bastasse tudo isso tem as espinhas no rosto e as manchas, benditas manchas no rosto! Não era pra ser assim era? Eu to estressada, eu to com fome, eu to chateada, eu to com sono, eu to grávida!

A maternidade real

maternidade real
maternidade real

A verdade é que a maternidade é sempre uma rota a ser recalculada, entendendo isso você se frustra menos.  Pode ser que você não consiga engravidar tão fácil quanto imaginou.

Pode ser que você tenha uma gravidez tranquila ou não, pode ser que você trabalhe até o último dia ou talvez você precise parar um pouco antes.

Talvez você tenha um parto normal, mas também pode ser que você precise de uma cesárea de emergência, e está tudo bem também.

Pode ser que o seu bebê vá para o quarto com você, mas pode ser que ele precise de alguns cuidados mais intensivos por uns dias, e está tudo bem também.

As coisas saem do planejamento…

Você achou que colocaria ele no peito e ele sugaria bem, que seria lindo, afinal é instinto não é? Mas a verdade é que na maioria das vezes não é assim.

Pode ser que ele nem pegue no primeiro dia, pode ser que ele mame 10 minutos e não 40 como você pesquisou no google, e vai doer.

Pode ser que sangre, pode ser que machuque, você pode querer tentar mas você também pode querer desistir, e está tudo bem também.

Você não vai ser menos mãe pela sua via de parto, ou tipo de leite que seu bebê recebe ou porque as coisas infelizmente não saíram do jeito que você planejou e sonhou.

A Maternidade Real, Nua e Crua

Maternidade real
Maternidade real 

Sua estadia na maternidade pode não ser tão perfeita, as visitas que você esperou. Pode ser que nem queira receber, o sorriso as vezes é trocado por lágrimas. E está tudo bem também.

Muita coisa nova está acontecendo com você, você se tornou mãe! O seu corpo é outro, os seus hormônios estão em uma montanha russa, você não está mais maquiada, com o cabelo escovado.

Sim é uma montanha russa!

Você está sem escovar os dentes, no seu pijama largo, cercada de leite e sangue. Em uma mistura de alegria e medo, ansiedade e sonhos, e você ainda tem que se manter calma, você precisa ficar bem para o leite descer.

O bebê tá chorando e você tá chorando junto, ele não está mamando nas duas mamas, não está mamando tempo suficiente, o seu parto não foi como você sonhou, você não tem aquela bombinha de leite, e está pensando em dar chupeta. Não consegue dar banho sozinha, descobre que não saber trocar a fralda.

E está tudo bem também. Vai passar e você vai conseguir. Isso não te faz menos mãe, isso está te tornando mãe.

Você tem um coração que bate fora de você!

Se não bastasse isso você descobriu que o seu coração não esta mais em você. Ele está fora do seu corpo agora, naquela pessoinha.

O que você precisa saber é que agora essa pessoinha depende de você, ela é sua responsabilidade, sendo como você sonhou ou não. E você vai conseguir, mas dificilmente sozinha.

Você precisa de uma rede!

Peça ajuda ao Senhor, peça pra ele te capacitar e te dar a paciência e a paz que tanto precisa nesse momento.

Você não é a mulher maravilha e você precisa daquela tal rede de apoio, monte a sua. Seja sua mãe, sua avó, seu marido, suas amigas (os), cunhadas (os), primas (os), vizinhas (os). Você  vai precisar deixar o bebê durante um tempo pra comer, pra tomar um banho, pra ir no mercado. Lembre-se você não deixou de viver, agora você divide seus dias com essa pessoinha tão sonhada e especial.❤

VOCÊ VAI CONSEGUIR.

Um beijo

Se gostou deste artigo, não deixe de ler também: Agora sou mãe

Larissa Antoniassi

Larissa Antoniassi

Sou enfermeira pela faculdade de enfermagem da PUC Campinas e especialista em UTI Neonatal. Realizo atendimento domiciliar (19 98304-7127)

Comentários no Facebook